Posts taggeados em: economia





29 de agosto de 2017

5 dicas para economizar energia com a geladeira

Muitas pessoas ainda não perceberam, mas a geladeira é um dos eletrodomésticos que mais demanda energia. Além de ser um gasto a mais no final do mês, usar ser consciência é prejudicial ao meio ambiente. Como atualmente é comum haver preocupação com o orçamento e o desgaste ambiental, vale a pena prestar mais atenção em alguns detalhes do dia a dia, para evitar desperdícios:


Geladeira ligada
A Aneel aconselha a deixar a geladeira ligada 24 horas por dia, pois, ao desligar o eletrodoméstico, o aparelho precisa gastar mais energia ao ser religado para refrigerar os alimentos. O desligamento só valerá a pena, se não for necessário o uso da geladeira durante alguns dias, por motivo de viagem, por exemplo.

Alimentos quentes
É importante esperar os alimentos quentes esfriarem antes de serem colocados na geladeira. Os alimentos quentes exigem mais energia para serem gelados, ocasionando gastos desnecessários.
Secar roupa
A geladeira não foi feita para secar roupa. Apesar de esse hábito ser comum, ele não é recomendado, pois sobrecarrega o motor do eletrodoméstico. Além disso, as peças molhadas em contato com a grade têm risco de choque.
Cuidados com o aparelho
É importante que a geladeira fique em local ventilado e afastada da parede e dos raios solares. Também é fundamental descongelar a geladeira frequentemente e regular o termostato de acordo com a estação do ano.
Borrachas de vedação
Vale a pena ainda verificar se as borrachas de vedação estão adequadas. Um teste simples resolve isso: colocar uma folha de papel no meio e fechar o refrigerador. Caso a folha caia, é necessário trocar a borracha, pois ela está causando maior gasto energético.

 





17 de agosto de 2017

Saiba por que vale a pena comprar apartamento na crise

Apesar de a palavra “crise” já não estampar os jornais com tanta frequência, a economia ainda não se recuperou totalmente. Mas isso não precisa atrapalhar os sonhos de quem deseja comprar um apartamento, muito pelo contrário. Saiba por que esse pode ser um bom momento para fechar negócio:
Negociação
Como as vendas não estão tão aceleradas quanto antes, as imobiliárias estão disponibilizando mais descontos e promoções. Por isso, você pode ter mais chances de negociar um valor menor ou um prazo mais adequado, que caiba no seu orçamento.
Variedade
Há diversos empreendimentos em construção, na planta e prontos esperando para serem vendidos. As chances de encontrar o apartamento dos sonhos no bairro que deseja e por um preço baixo são maiores agora.
Financiamento
Para incentivar as pessoas a voltarem a comprar, bancos e imobiliários estão oferecendo melhores possibilidades e facilidades. Analise as taxas e, se possível, dê uma entrada alta para diminuir os juros a longo prazo.
Aluguel
Para quem está em dúvida sobre alugar ou comprar, é importante verificar se há algum financiamento que caiba no bolso. Quando as parcelas são menores do que aluguel, é possível comprar o apartamento e ainda guardar um pouco do salário para casos de emergência.





14 de março de 2017

Entenda as mudanças do FGTS para a compra do seu imóvel

No mês passado o Conselho Monetário Nacional mudou as regras para a utilização do FGTS na compra de imóveis novos. Em 2017 poderão ser financiados com o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) imóveis de até R$1,5 milhão. A regra vale para todos os estados brasileiros e para contas ativas e inativas.
Antigamente, o limite era de R$950 mil para quem desejava comprar empreendimento em São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Rio de Janeiro. No restante do país, o limite era de R$800 mil.
O objetivo do governo é estimular a construção civil, que no último ano cortaram milhares de vagas. Além disso, essa é uma oportunidade para quem deseja comprar um imóvel e ter facilidade de pagamento.
Aproveite esse momento e confira os empreendimentos da Fernandez Mera: http://www.fernandezmera.com.br/





21 de abril de 2014

Casa sustentável em São Paulo produz toda a energia que consome

A Casa_63, localizada em São José dos Campos, no interior de São Paulo, será a primeira da região do Vale do Paraíba a gerar toda a energia elétrica que consome. Através de sete painéis solares fotovoltaicos, o projeto gerará energia solar o suficiente para o consumo de uma família de quatro pessoas.

A cobertura verde foi outra técnica adotada. A opção deu maior conforto térmico à casa e garantiu maior área permeável, ajudando a diminuir o impacto das chuvas. As águas da chuva, inclusive, são coletadas na cobertura e armazenadas em um reservatório para serem reutilizadas posteriormente na irrigação do jardim e na limpeza. Isso sem contar o ganho em espaço de lazer e área útil da casa: são 80 m² de “quintal”.

Uma das metas do projeto era gerar somente uma caçamba de entulho em toda obra. Para isso, foi adotada a estrutura metálica, mais leve, eficiente e prática de ser aplicada. As lajes, além disso, também são metálicas, o que reduziu a quantidade de mão de obra e desperdício de material usado.

Além dessas ações, foram utilizadas seis caçambas de entulho no aterro da casa e a tubulação elétrica e hidráulica ficou toda aparente, a fim de facilitar a manutenção. Por isso, a Casa_63, que custou exatamente o mesmo que outra residência do mesmo padrão no mesmo condomínio, foi construída em apenas seis meses. E sem desperdícios.

 

Fonte: Agência Address





15 de abril de 2014

Chuveiro sustentável é capaz de economizar até 90% de água

Já imaginou poder tomar banhos longos sem ter que pensar em quanta água está desperdiçando e quanta energia elétrica está consumindo? Um novo chuveiro sustentável desenvolvido na Suécia é capaz de economizar 90% da água e 80% de eletricidade, além de filtrar a água fornecida para as residências!

Batizado de OrbSys, o chuveiro foi inspirado em tecnologias utilizadas por cosmonautas e, segundo seus criadores, é capaz de gerar uma economia superior a mil dólares nas tarifas de água e energia.

 

Além de filtrar e bombear a mesma água durante o banho, o sistema armazena a maior parte do aquecimento em seu interior, o que economiza energia. Além disso, durante a fase de testes, o novo chuveiro teve um incrível desempenho e foi constatado que pode oferecer vazão de até 24 litros por minutos, enquanto os modelos tradicionais possuem vazão média de fluxo de água de 15 litros por minuto. Dessa maneira, o OrbSys, além de ser sustentável, promete banhos ainda mais confortáveis para seus consumidores!

 

Fonte: Ciclo Vivo