Posts taggeados em: meio ambiente





29 de agosto de 2017

5 dicas para economizar energia com a geladeira

Muitas pessoas ainda não perceberam, mas a geladeira é um dos eletrodomésticos que mais demanda energia. Além de ser um gasto a mais no final do mês, usar ser consciência é prejudicial ao meio ambiente. Como atualmente é comum haver preocupação com o orçamento e o desgaste ambiental, vale a pena prestar mais atenção em alguns detalhes do dia a dia, para evitar desperdícios:


Geladeira ligada
A Aneel aconselha a deixar a geladeira ligada 24 horas por dia, pois, ao desligar o eletrodoméstico, o aparelho precisa gastar mais energia ao ser religado para refrigerar os alimentos. O desligamento só valerá a pena, se não for necessário o uso da geladeira durante alguns dias, por motivo de viagem, por exemplo.

Alimentos quentes
É importante esperar os alimentos quentes esfriarem antes de serem colocados na geladeira. Os alimentos quentes exigem mais energia para serem gelados, ocasionando gastos desnecessários.
Secar roupa
A geladeira não foi feita para secar roupa. Apesar de esse hábito ser comum, ele não é recomendado, pois sobrecarrega o motor do eletrodoméstico. Além disso, as peças molhadas em contato com a grade têm risco de choque.
Cuidados com o aparelho
É importante que a geladeira fique em local ventilado e afastada da parede e dos raios solares. Também é fundamental descongelar a geladeira frequentemente e regular o termostato de acordo com a estação do ano.
Borrachas de vedação
Vale a pena ainda verificar se as borrachas de vedação estão adequadas. Um teste simples resolve isso: colocar uma folha de papel no meio e fechar o refrigerador. Caso a folha caia, é necessário trocar a borracha, pois ela está causando maior gasto energético.

 





5 de junho de 2016

Preserve o meio ambiente

O conceito de sustentabilidade está muito mais presente entre nós ultimamente, seja pela falta de água, pela seca ou pela conscientização de que devemos deixar este mundo um pouquinho melhor para as próximas gerações.

Mas como aplicar a sustentabilidade em casa? A atitude tem que nascer de cada um. Basta que as pessoas entendam que pequenas ações podem fazer uma grande diferença em conjunto. Banhos mais rápidos, fechar a torneira ao escovar os dentes, reutilizar a água de máquinas de lavar para limpar quintais e garagens, reciclar o lixo, não jogar óleo de cozinha na pia. São pequenas atitudes do dia a dia, que se feitas por muitas pessoas podem gerar um resultado enorme para o meio ambiente.

A palavra de ordem atual é conscientização e coletivo. Pensando nos outros e no todo, cada um terá seu conforto individual. Vamos plantar hoje para colher amanhã?

 





15 de agosto de 2014

Lugar de reciclagem é na cozinha!

Por Silvia Yumi

Nos dias de hoje, cada vez mais somos conscientes de que desperdiçamos os recursos naturais em quantidades elevadas, e que muitos já se tornaram escassos em algumas regiões do planeta. É essencial, dessa forma, desenvolvermos formas mais sustentáveis de viver, começando por coisas simples como a nossa cozinha.

Pensando nisso, os designers do estúdio francês Faltazi criaram um protótipo ecológico desse cômodo da casa, já que é o maior gerador de resíduos e um dos que mais consomem água e eletricidade. Chamada de Ekokook, a cozinha modular possui itens comuns, como pia, geladeira e fogão, porém eles são associados a “micro usinas” de reciclagem para resíduos sólidos e orgânicos e um sistema de reaproveitamento de água.

Basicamente, o sistema de reciclagem funciona armazenando e compactando sólidos recicláveis, diminuindo o volume do material e a frequência da coleta. Já o de economia de água é dividido em duas pias, sendo uma para lavar utensílios com gordura e o outro para lavagem “leve”. É nessa última que a água segue para um sistema de filtragem, para ser armazenada e reaproveitada para regar plantas ou para limpeza doméstica – o que pode gerar uma economia de até 1.800 litros de água potável por mês. Já os resíduos orgânicos são encaminhados para um sistema de compostagem simples, onde minhocas os transformam em adubo.

O modelo ainda não está à venda, mas com certeza tem despertado interesse de muitas pessoas que buscam por soluções mais amigáveis para o meio ambiente. E você, investiria em uma cozinha como essa?





11 de agosto de 2014

Para você se sentir como um pássaro!

Já imaginou se hospedar em uma árvore? É justamente esse o objetivo do One With The Birds, um projeto de hotel que pretende ficar em perfeita harmonia com a natureza! Desenvolvido pelo escritório de arquitetura Penda, da China, o projeto possui como base para a construção o bambu, que é sustentável, barato, resistente e abundante no país.

A estrutura do hotel é flexível, para ser aplicada a diversos lugares, e a intenção dos arquitetos é manter a conexão do edifício com a natureza ao seu redor sem gerar muitos impactos ambientais. Por isso, para alcançar esse objetivo, os materiais locais são priorizados e não existem paredes, mas sim vidros que permitem que o hóspede veja toda a paisagem ao seu redor.

Segundo o escritório de arquitetura, a quantidade de chalés pode variar e a estrutura pode ser desmontada e remontada, o que é ainda mais uma vantagem. Dessa maneira, é possível acoplar novos quartos ou retirá-los, sem perder o material da construção. A técnica foi inspirada nas moradias indígenas e o hotel, por ser construído na copa das árvores, faz os visitantes se sentirem como pássaros. Legal, né? 

Fonte: Ciclo Vivo





11 de fevereiro de 2014

Ciclistas são mais legais e inteligentes, afirma pesquisa

Que os ciclistas contribuem muito mais para um planeta sem poluição e sem trânsito todo mundo está cansado de saber. Também é fato que eles são muito mais saudáveis que as pessoas sedentárias e econômicos – afinal, não gastam com combustível. Mas agora parece que os ciclistas também podem ser considerados pessoas mais legais e inteligentes!

A Mindlab, uma organização de pesquisa e desenvolvimento, realizou uma série de testes de subconsciente com praticantes de diversas atividades físicas. O resultado constatou que aqueles que pedalam apresentam uma mistura de inteligência, bondade e um jeito “cool” de ser.

De acordo com o estudo, ainda, 13% dos ciclistas são mais inteligentes e legais e 10% são mais caridosos do que as outras pessoas. Agora, fica a dúvida: eles são mais inteligentes e legais porque pedalam ou pedalam porque são mais legais e inteligentes?

Fonte: CicloVivo